Diferenças

Aqui você vê as diferenças entre duas revisões dessa página.

nossa_historia [2011/06/22 16:16]
olive criada
nossa_historia [2012/05/25 15:25] (atual)
olive
Linha 1: Linha 1:
 +~~NOTOC~~
====== Nossa História ====== ====== Nossa História ======
Linha 11: Linha 12:
{{  :tuxconda.png|Tux Condá, logo do XAPlivre}} Durante vários meses o grupo teve muito pouca atividade, até que no início de 2009 surgiu a idéia de se trazer um evento do TcheLinux para cá. Embora não seja o escopo do grupo TcheLinux sair do RS, Chapecó também não é assim tão longe e a maioria dos membros originais do XAPlivre também eram membros do TcheLinux. A idéia era utilizar este evento com nomes já conhecidos e conteúdo técnico de alta qualidade para [re]lançar a idéia do grupo local já com uma certa força. O evento ocorreu na UNOESC, no Sábado dia 6 de Junho de 2009. Este evento foi um sucesso e realmente ajudou a sedimentar a idéia de que era interessante ter um Grupo de Usuários de Software Livre para a região Oeste de Santa Catarina. Neste primeiro evento foram feitas muitas parcerias, e o grupo ganhou um membro bastante ativo em Concórdia, o Jackson Laskoski. {{  :tuxconda.png|Tux Condá, logo do XAPlivre}} Durante vários meses o grupo teve muito pouca atividade, até que no início de 2009 surgiu a idéia de se trazer um evento do TcheLinux para cá. Embora não seja o escopo do grupo TcheLinux sair do RS, Chapecó também não é assim tão longe e a maioria dos membros originais do XAPlivre também eram membros do TcheLinux. A idéia era utilizar este evento com nomes já conhecidos e conteúdo técnico de alta qualidade para [re]lançar a idéia do grupo local já com uma certa força. O evento ocorreu na UNOESC, no Sábado dia 6 de Junho de 2009. Este evento foi um sucesso e realmente ajudou a sedimentar a idéia de que era interessante ter um Grupo de Usuários de Software Livre para a região Oeste de Santa Catarina. Neste primeiro evento foram feitas muitas parcerias, e o grupo ganhou um membro bastante ativo em Concórdia, o Jackson Laskoski.
-O logotipo do XAPlivre era o Tux Condá, criado por Fran Sbardelotto durante uma palestra do TcheLinux, baseado no pinguim do Linux e com traços e decorações indígenas, fazendo referência direta ao conhecido personagem histórico da região, o Índio Condá.+O logotipo do XAPlivre era o Tux Condá, criado por Fran Sbardelotto durante uma palestra do TcheLinux, baseado no pinguim do Linux e com traços e decorações indígenas, fazendo referência direta ao conhecido personagem histórico da região, o Índio Condá. Aqui cabe lembrar que a Fran (esposa do Fábio) e a Jenifer (esposa do Sidimar) estiveram presentes em praticamente todos os encontros do grupo desde o início, mesmo não sendo da área, e ajudaram durante o evento do TcheLinux, provando que o grupo não pretende ser um "clube do bolinha" nem ser só para profissionais da área. :-)
-O principal problema enfrentado por este primeiro grupo, o XAPlivre, era exatamente o seu nome. A partícula XAP, inicialmente pensada como uma forma de representar a região pelo código do seu principal aeroporto, na verdade sempre identificou demais o grupo com Chapecó e as pessoas de outras cidades não viam o grupo como sendo algo que os representasse de forma igualitária. Muito se discutiu sobre isso, novamente durante alguns meses de pouca atividade enquanto se tentava em vão organizar um evento grande sem ter nem a experiência de organizar eventos pequenos.+O principal problema enfrentado por este primeiro grupo, o XAPlivre, era exatamente o seu nome. A partícula XAP, inicialmente pensada como uma forma de representar a região pelo código do seu principal aeroporto, na verdade sempre identificou demais o grupo com Chapecó e as pessoas de outras cidades não viam o grupo como sendo algo que os representasse de forma imparcial. Muito se discutiu sobre isso, novamente durante alguns meses de pouca atividade enquanto se tentava em vão organizar um evento grande sem ter nem a experiência de organizar eventos pequenos.
===== Rediscutindo o grupo: surge o OeSC-Livre ===== ===== Rediscutindo o grupo: surge o OeSC-Livre =====
Linha 23: Linha 24:
Foi realizado um "concurso de logotipos" para o grupo, chegando a ter mais de 20 propostas. O logo atual saiu da junção de duas propostas do membro "Batatah", segundo uma longa discussão e votação pelo IRC. O interessante do logo é que ele acabou dando a idéia do grupo ter um "mascote", o Bugre, um representante dos conhecidos bugs de software porém reaproveitando o termo usado para identificar várias populações indígenas do Brasil. Foi realizado um "concurso de logotipos" para o grupo, chegando a ter mais de 20 propostas. O logo atual saiu da junção de duas propostas do membro "Batatah", segundo uma longa discussão e votação pelo IRC. O interessante do logo é que ele acabou dando a idéia do grupo ter um "mascote", o Bugre, um representante dos conhecidos bugs de software porém reaproveitando o termo usado para identificar várias populações indígenas do Brasil.
-Depois de escolhido o logotipo, o membro Edinei Cipriani organizou a produção de uma primeira leva de camisetas do grupo, com o intuito de divulgá-lo durante o FISL de 2010, que aconteceu em Julho. Os membros do grupo que foram ao FISL lá participaram do stand do TcheLinux e aproveitaram para divulgar um pouco o novo grupo local. Foram estabelecidos alguns laços importantes, como por exemplo com o pessoal do Solisc, uma associação que atua mais na região leste do estado e funciona como a Associação Software Livre do RS, que organiza o FISL.+{{  :logo-oesc-livre-final-sem-url-medio.png|Logo atual do OeSC-Livre, com a mascote Bugre}} Depois de escolhido o logotipo, o membro Edinei Cipriani organizou a produção de uma primeira leva de camisetas do grupo, com o intuito de divulgá-lo durante o FISL de 2010, que aconteceu em Julho. Os membros do grupo que foram ao FISL lá participaram do stand do TcheLinux e aproveitaram para divulgar um pouco o novo grupo local. Foram estabelecidos alguns laços importantes, como por exemplo com o pessoal do Solisc, uma associação que atua mais na região leste do estado e funciona como a Associação Software Livre do RS, que organiza o FISL.
Foram identificados muitos palestrantes naquele FISL que tinham origens (ou mesmo ainda residiam) no Oeste Catarinense, portanto foi criada a idéia de organizarmos um evento aqui no oeste reutilizando as várias palestras do FISL apresentando-as para o público local. O Prof. Tiago Zonta, coordenador dos cursos de computação da UNOESC em Chapecó, organizou um evento com este fim no final de Outubro de 2010. O evento foi muito bom, contando com profissionais conhecidos na região, como Elton Minetto, Darlan Segalin, e Jean Carlos Hennrichs, tendo como público muita gente de várias cidades e muita divulgação da proposta do OeSC-Livre. Foram identificados muitos palestrantes naquele FISL que tinham origens (ou mesmo ainda residiam) no Oeste Catarinense, portanto foi criada a idéia de organizarmos um evento aqui no oeste reutilizando as várias palestras do FISL apresentando-as para o público local. O Prof. Tiago Zonta, coordenador dos cursos de computação da UNOESC em Chapecó, organizou um evento com este fim no final de Outubro de 2010. O evento foi muito bom, contando com profissionais conhecidos na região, como Elton Minetto, Darlan Segalin, e Jean Carlos Hennrichs, tendo como público muita gente de várias cidades e muita divulgação da proposta do OeSC-Livre.
Navegação
Ferramentas